Publicações

AGRONÔMICA: UMA ORQUESTRA SINFÔNICA!

17 de maio de 2022

Ver ampliada

FIGURA 1. Amostras de sementes de soja importadas (Argentina, EUA, Paraguai, Porto Rico, Uruguai...)

Ver ampliada

FIGURA 2. Amostras de sementes de soja importadas (Argentina, EUA, Paraguai, Porto Rico, Uruguai...), por exemplo, podem chegar em dezenas, centenas ou milhares.

Ver ampliada

FIGURA 3. Dependendo da praga (sementes de várias espécies de plantas invasoras, Botrytis fabae, Verticillium nigrescens, Arabis mosaic virus, Bean pod mottle virus, Tomato ringspot virus, Peanut mottle virus, Peanut stunt virus, Tomato black ring virus, Tobacco rattle virus, Aphelenchoides besseyi, Rhodococcus fascians...), alíquotas de cada amostra precisam ser esmagadas.

Ver ampliada

FIGURA 4. Depois pipetadas, centrifugadas, misturadas na "sopa" para as reações.

Ver ampliada

FIGURA 5. Os equipamentos não param, dia e noite...

Ver ampliada

FIGURA 6. Os músicos (engenheiros agrônomos, biólogos, administradores, doutores, mestres, especialistas em cada uma das áreas...) fazem parte deste trabalho orquestrado desenvolvido pelo Agronômica visando a Saúde de Plantas!

O Setor de Operações do Agronômica recebe as amostras e passa para a Triagem. Mas antes disso, o Comercial já atuou, concominante ao Financeiro. A Triagem passa as amostras para os setores conforme o tipo de praga, definida pela análise crítica de cada processo: Acarologia, Bacteriologia, Entomologia, Herbologia, Micologia, Nematologia, Virologia. As áreas técnica e administrativa funcionam sincronizadas, envolvendo os Setores de Preparo, Compras, Manutenção, Limpeza e RH, todos na batuta do Setor da Qualidade. Os gerentes e coordenadores têm papel primordial na regência de um trabalho semelhante a um grupo sinfônico com 50 músicos. A visibilidade dos gestos dos maestros (diretores) assume uma importância gigante.

Amostras de sementes de soja importadas (FIGURA 1), por exemplo, podem chegar em dezenas, centenas ou milhares (FIGURA 2), todas devidamente identificadas, com tolerância zero para qualquer erro de mistura ou perda de qualquer amostra. Todas são essenciais para o cliente. Dependendo da praga, alíquotas de cada amostra precisam ser esmagadas (FIGURA 3). Depois pipetadas, centrifugadas, misturadas na "sopa" para as reações (FIGURA 4). Os equipamentos não param, dia e noite (FIGURA 5).

Microscópios, balanças, centrífugas, termocicladores, computadores, telefones, freezers, ultrafreezers, estufas, câmaras de fluxo, pipetadores...são as cordas (violinos, violas, violoncelos, contrabaixos, harpas), as madeiras (flautas, flautins, oboés, corne-inglês, clarinetes, clarinete baixo, fagotes, contrafagotes), os metais (trompetes, trombones, trompas, tubas), os instrumentos de percussão (tímpanos, triângulo, caixas, bombo, pratos, carrilhão sinfónico, etc.).

Os músicos (engenheiros agrônomos, biólogos, biomédicos, químicos, administradores, contadores, doutores, mestres, MBAs, especialistas em cada uma das áreas...) (FIGURA 6), distribuídos no Operações, Triagem, Herbologia, Entomologia, Nematologia, Bacteriologia, Micologia, Virologia, Agentes de Controle Biológico, Inoculantes, Análise Fisiológica de Sementes, Preparo, Molecular, Pesquisa e Desenvolvimento, Qualidade, Recursos Humanos, Financeiro, Compras, Limpeza, Manutenção, Marketing, TI, Recepção, fazem parte deste trabalho orquestrado desenvolvido pelo Agronômica visando a Saúde de Plantas! 

A orquestra iniciou em 2006 como um dueto e hoje se constitui de meia centena de músicos com maestria no seu instrumento. Vários tocam mais de um! Gerentes, coordenadores, analistas, assistentes, auxiliares, ninguém pode desafinar.

São 16 anos de concertos contínuos, na procura da perfeição, pois a música não para! A música não pode parar!!!