Publicações

Fazemos o que nascemos para fazer!

18 de fevereiro de 2022

Ver ampliada

Rei Leônidas de Esparta e a batalha épica dos 300 nas Termópilas

Ver ampliada

Treinamento intitulado Princípios e Fundamentos da Biossegurança, oferecido pela Dra. Eng. Agr. Glauce Cristina Ricardo Rumin, Coordenadora de Assuntos Regulatórios (Movimentação de Material Biológico) da BASF S.A.

O filme 300, de 2006, dirigido por Zach Snyder, é baseado em estórias em quadrinhos do mesmo nome com a autoria de Frank Miller. Este filme define a batalha entre o rei Leônidas de Esparta com seus 300 guerreiros e o “deus rei” Xerxes da Pérsia, com 30.000 soldados, no ano de 480 AC.

Entre as frases do rei espartano Leônidas aos seus 300 guerreiros: “Fazemos o que fomos treinados a fazer. O que fomos gerados para fazer. O que nascemos para fazer.

Falando de "guerras", nesta terça-feira (15/02) à tarde, alguns colaboradores do Agronômica participaram do treinamento intitulado Princípios e Fundamentos da Biossegurança, oferecido pela Dra. Eng. Agr. Glauce Cristina Ricardo Rumin (Lattes), Coordenadora de Assuntos Regulatórios (Movimentação de Material Biológico) da BASF S.A. Tem experiência na área de Melhoramento Genético de Plantas, e aspectos regulatórios de importação e exportação de materiais biológicos, com enfase em plantas - grandes culturas.

Um dos assuntos do treinamento foi a apresentação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), integrante do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, instância colegiada multidisciplinar de caráter consultivo e deliberativo, que presta apoio técnico de assessoramento ao Governo Federal no estabelecimento de normas e técnicas das atividades que envolvam pesquisa, produção e comercialização de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs). A Lei de Biossegurança foi abordada e discutida em detalhes.

O Agronômica precisará instituir uma Comissão Interna de Biossegurança (CIBio) para se candidatar ao Certificado de Qualidade em Biossegurança - CQB, que se constitui no credenciamento que a CTNBio concede às instituições para desenvolver projetos e atividades com Organismos Geneticamente Modificados (OGM) e seus derivados.

Como Leônidas, o rei dos espartas, acreditamos que “Fazemos o que fomos treinados a fazer. O que fomos gerados para fazer. O que nascemos para fazer.

O Agronômica ainda não tem 300, mas já passou de 50 guerreiros. Não temos dúvidas que venceremos esta nova batalha e incluiremos a análise de OGMs e regulados no nosso escopo. Por que? Porque “Lutamos como uma unidade única e impenetrável. Essa é a fonte de nossa força.”

*******

How to cite: Teló, P. S. Fazemos o que nascemos para fazer! Agronômica Notícias. Disponível em: https://agronomicabr.com.br/detalhe.aspx?id=4805. Acesso em: 18.fev.2022