Publicações

PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES !

20 de janeiro de 2022

Hoje (20/01/2022) entraram para análise amostras dos seguintes materiais:
EXPORTAÇÃO: Plumas de algodão (Gossypium hirsutum) para a Malásia; sementes de Braquiária (Urochloa brizantha) para Honduras; grãos de feijão-caupi (Vigna unguiculata) para o Paquistão; sacos de juta (Corchorus spp.) para a Malásia, grãos de café (Coffea arabica) para a Malásia e frutos de melancia (Citrullus lanatus) e de melão (Cucumis melo) para o Paraguai.
IMPORTAÇÃO: grãos de alpiste (Phalaris canariensis) da Argentina, frutos de ameixa (Prunus domestica) e cereja (Prunus avium) do Chile, batata-semente (Solanum tuberosum) da Holanda, sementes de girassol (Helianthus annuus) da Argentina e turfa (Sphagnum spp.) da Letônia.
E PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES, recebemos também amostras de mudas in vitro de orquídea (Phalaenopsis hibrida) da Holanda (foto acima).
Cada material de cada origem ou destino requer análises oficiais para diferentes pragas. O Agronômica se orgulha de participar do agronegócio dando suporte ao trabalho de fiscalização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o qual tem a responsabilidade de evitar a entrada e saída de pragas.
No ano de 2022, 14 dias úteis até hoje, já recebemos 1350 amostras com a heterogeneidade ilustrada acima. A equipe do Agronômica é muito exigida e tem respondido à altura nestes quase 16 anos de atividade. Que venham grãos, sementes, frutos, tubérculos, mas também FLORES.