Publicações

Visita ao Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária

24 de fevereiro de 2014

Ver ampliada

INIAV

Ver ampliada

Frente do Prédio da Estação Florestal Nacional, onde funciona o laboratório de prestação de serviços em fitossanidade.

Ver ampliada

Frente do Prédio da Estação Florestal Nacional, onde funciona o laboratório de prestação de serviços em fitossanidade.

Ver ampliada

Os laboratórios são bem equipados, com todas as condições para o processamento de muitas amostras.

Ver ampliada

Amostra de árvore recebida para detecção do nematoide da madeira do pinheiro (Bursaphelenchus xylophilus)

Ver ampliada

Laboratório de Nematologia; a Dra. Eugénia aparece à direita, na bancada.

Ver ampliada

Espécime de Monochamus galloprovincialis (Coleoptera: Cerambycidae), Vetor do Nematoide da Madeira do Pinheiro

Ver ampliada

Espécimes do nematoide-da-madeira-do-pinheiro (Bursaphelenchus xylophilus), responsável pela murcha do pinheiro (Lisboa, Portugal)

O Eng. Agr. Valmir Duarte, um dos diretores do Agronômica, visitou ao Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), na Quinta do Marquês, Oeiras, Lisboa, Portugal, nesta segunda-feira (24/02/2014), a convite da Dra. Eugénia de Andrade.

O INIAV é o Laboratório de Estado do Ministério da Agricultura e do Mar (MAM), que desenvolve atividades de investigação nas áreas agronômica e veterinária.

O INIAV foi criado em 2012, ficando com as atribuições relacionadas com a investigação agrária (do L-INIA) e veterinária (do L-LNIV) do antigo Instituto Nacional dos Recursos Biológicos I.P. (INRB), tendo as atribuições deste relativas às áreas das pescas e da aquicultura sido incorporadas no Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I. P. (IPMA).

A Dra. Eugénia apresentou os laboratórios para o Eng. Agr. Valmir, enfatizando os aspectos da organização para atender o sistema de qualidade. No final, reuniram-se com a Dra. Maria Amélia Lopes, Diretora do Instituto, que manifestou seu total apoio a formas de colaboração com o Agronômica. Como o Instituto já está acreditado em vários métodos e o Agronômica está se organizando para tal, qualquer colaboração que facilite o processo será muito bem vinda. Há a possibilidade da Eng. Agr. Patrícia visitar o Instituto  para aproveitar a experiência da equipe portuguesa.