Publicações

Instruções para coleta de kiwi para diagnóstico fitossanitário

19 de novembro de 2013

Ver ampliada

Mancha bacteriana em folha de kiwi (Pseudomonas syringae)

Ver ampliada

Mancha bacteriana em folha de kiwi (Pseudomonas syringae)

Ver ampliada

Mancha bacteriana em folha de kiwi (Pseudomonas syringae)

Ver ampliada

Sintomas de reação de hipersensibilidade em folha de tabaco inoculada com suspensão de bactéria fitopatogênica.

Folhas e flores de kiwi (Actinidia spp.) com suspeita de Crestamento Bacteriano  causado por Pseudomonas syringae pv. actinidiae, praga sem registro no Brasil, podem ser enviadas para o laboratório (endereço no rodapé) entre folhas de papel toalha ou jornal dentro de saco plástico. Retire o excesso de ar do saco plástico após cololar o material. Mantenha na geladeira (4-8 C) até o dia de enviar pelo correio. Ramos com cancros devem ser embalados da mesma maneira. Embale parte sadia e com cancro do ramo da mesma maneira, ou seja, enrole em papel toalha ou jornal e coloque num saco plástico. Quanto antes o material chegar no laboratório, melhor, mas suporta vários dias na geladeira em condições de ser porteriormente analisado.
Os sintomas característicos são manchas marrons circundadas por halos amarelados nas folhas (varia com a espécie/cultivar) e cancros com produção de exsudato avermelhado nos galhos e caules.
Pseudomonas syringae pv. actinidiae é uma bactéria Gram negativa, bastonete, não fluorescente em meio B de King, positiva para levano, sacarose e inositol, induz reação de hipersensibilidade em folhas de tabaco, não cresce à 37 C, negativa para oxidase, maceração de batata, arginina dihydrolase, urease, arbutina, erythritol, ácido láctico, hidrólise da esculina, liquefação de gelatina e produção de siringomicina. Existem primers (PsaF1: 5’-TTTTGCTTTGCACACCCGATTTT-3’, e PsaR2: 5’-CACGCACCCTTCAATCAGGATG-3’) para a amplificação do DNA desta bactéria por PCR, produzindo um amplicon de 280 pb.
O crestamento bacteriano pode ser causado também por Pseudomonas viridiflava, outra bactéria. Muito difícil identificar a causa da doença apenas por sintomas a campo. Neste caso, a forma de coleta e envio do material para o laboratório é a mesma.