Interceptada traça sem registro de ocorrência no Brasil

07 de agosto de 2019

Ver ampliada

Figura 1. Pronoto de Liposcelis decolor (Psocoptera: Liposcelidae)

Figura 2. Proesterno de Liposcelis decolor (Psocoptera: Liposcelidae)



Figura 3. Escultura vértice da cabeça de Liposcelis decolor (Psocoptera: Liposcelidae)



Figura 4. Escultura tergitos abdominais de Liposcelis decolor (Psocoptera: Liposcelidae)



Figura 5. Olho composto de Liposcelis decolor (Psocoptera: Liposcelidae)



Figura 6: Hábito dorsal de Liposcelis decolor em aumento de 40x.



Liposcelis decolor (Pearman) (Psocoptera: Liposcelidae), nome comum: traça, nomes comuns em inglês: booklice, barklice or barkflies, encontrada em grãos de cevada importados do Uruguai (maio 2019). Trata-se de uma importante praga associada a produtos armazenados, amplamente distribuída pelo mundo, porém sem registro de ocorrência no Brasil até o momento, apesar da citação de Koike (2009), referenciada pelo CABI. A hipótese é que a determinação de Koike (2009) não foi confirmada com especialista.

O Dr. Charles Lienhard, especialista neste grupo de insetos, confirmou a determinação através da análise das imagens que constam desta publicação. 

Liposcelis decolor apresenta coloração do corpo homogênea, variando de amarelo pálido a acastanhado, sem bandas membranosas nos tergitos abdominais 3-4. Presença de apenas uma seta umeral longa e grossa no lobo lateral do pronoto (Figura 1). Todas as setas proesternais na metade anterior do proesterno (Figura 2). Escultura do tegumento: vértice da cabeça com tubérculos (nódulos) agrupados em aureolas claramente definidas (Figura 3); tergitos abdominais também com nódulos, porém agrupados em aureolas formadas por linhas mais claras, não tão bem definidas como na cabeça (Figura 4). Olhos compostos com sete omatídeos (muito raramente seis, mas quase sempre em um lado) (Figura 5).

Referências

Lienhard, C. 1998. Psocoptères euro-méditerranéens. Faune de France 83. Fédération Francaise des Societes de Sciences Naturelles, Paris. 517 p.

Koike, A. C. R., 2009. Aplicação da radiação gama na desinfestação de rações a base de grãos para alimentação de animais domésticos. Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo, Brazil. http://pelicano.ipen.br/PosG30/TextoCompleto/Amanda%20Cristina%20Oliveira%20Ramos_M.pdf

Kucerová, Z.; Li, Zi & Hromádková, J. 2009. Morphology of nymphs of common stored-product psocids (Psocoptera, Liposcelididae). Journal of Stored Products Research. 45: 54–60.

Lienhard, C. 2016. Country checklists of the Psocoptera species of the world, extracted from Lienhard & Smithers, 2002: "Psocoptera (Insecta) – World catalogue and bibliography". Psocid News, Special Issue I. 123p.

Tang, Pei-An; Wang, Jin-Jun; He, Yu; Jiang, Hong-Bo; Wang, Zi-Ying. 2008. Development, Survival, and Reproduction of the Psocid Liposcelis decolor (Psocoptera: Liposcelididae) at Constant Temperatures. Annals of the Entomological Society of America, 101(6):1017-1025.

*******

How to cite: Batista, F. C.; Guimarães, C. G. Interceptada traça sem registro de ocorrência no Brasil. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=860>. Acesso em: 07 ago.2019. (Atualize a data de acesso.)