RAPIDEZ na detecção de Phytophthora sojae em plantas de soja

11 de fevereiro de 2022

Ver ampliada

Figura 1. Amostras de plantas de soja, provenientes de São Francisco de Paula, RS, apresentando (A) coloração marrom do caule, desde o solo, progredindo para hastes laterais em direção ao topo da planta (amarelecimento); e (B) escurecimento vascular e podridão.

Figura 2. Colônia de Phytophthora sojae em meio seletivo PARP, em placa de Petri, incubado a 25 °C, fotoperíodo 12 h, por sete dias (A); Oósporos pleróticos, anterídios geralmente paráginos (B), mas também podem ser anfígenos (C).



Figura 3. Curvas de amplificação da PCR em tempo real do DNA da cultura pura e do caule



Amostras de plantas de soja, provenientes de São Francisco de Paula, RS, apresentando coloração marrom do caule, desde o solo, progredindo para hastes laterais em direção ao topo da planta (amarelecimento) (Fig. 1A) foram recebidas no laboratório. A presença de escurecimento vascular e podridão (Fig. 2A) também era evidente. Os sintomas apontaram para a hipótese de podriidão radicular de fitóftora.

O meio cenoura-agar-PARP (fungicidas: PCNb (quintozeno) e benomil (0,05 g/L), iprodiona 50% (0,04 g/L); extrato de levedura, sacarose; e os antibióticos: sulfato de neomicina (100 mg/L) e cloranfenicol (50 mg/L)) foi  utilizado para isolamento. Mas este caminho toma vários dias até a obtenção de cultura pura.

Assim, os tecidos sintomáticos da haste foram triturados em nitrogênio líquido e o pó foi utilizado direto na PCR em tempo real (Rojas et al., 2017). O processo permite o resultado num turno de quatro horas. SUCESSO!

Se você tem pressa e quer precisão, FALE CONOSCO.

Referências

Andrade, C. C. L.; Dalbosco, M.; Gomes, L. B. Detecção e determinação de Phytophthora palmivora em orquídeas importadas. Agriporticus. Disponível em: http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=884. Acesso em: 11.fev.2022.

Rojas, J. A.; Miles, T. D.; Coffey, M. D.; Martin, F. N.; Chilvers, M. I. 2017. Development and Application of qPCR and RPA Genus- and Species-Specific Detection of Phytophthora sojae and P. sansomeana Root Rot Pathogens of Soybean. Plant Dis. 101:1171–1181 Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1094/PDIS-09-16-1225-RE>. Acesso em: 11.fev.2022.

*******

How to cite: Andrade, C. C. L.; Silva, A. S.; Oliveira, N. A. F.; Mituti, T.; Prestes, D. O. RAPIDEZ na detecção de Phytophthora sojae em plantas de soja. Agriporticus. Disponível em: https://agronomicabr.com.br/DetalheAgriporticus.aspx?id=2046. Acesso em: 11.fev..2022.