Área da micologia do Agronômica foi reforçada!!!

16/11/2018


Valmir, Camila, Larissa, Marisa e Patrícia

A Dra. Larissa Bitencourt Gomes (centro da foto), bióloga (Ulbra, Gravataí, RS, 2008), mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2014), doutorado na Universidade Federal de Lavras (2017), pós-doutorado na Universidade de Viçosa (2018), é a nova colaboradora do Agronômica desde o dia 13/11/2018, última terça-feira. A Dra. Larissa já fez parte da equipe (2006-2009), saiu para se especializar e agora atuará na área de micologia, em parceria com a Dra. Camila de Andrade. Esta é a quarta contratação do Agronômica em 2018 de doutores na área de diagnóstico fitossanitário, indicando sua certeza que a qualidade do serviço prestado depende da qualificação da equipe.
"Sinto-me muito feliz em retornar ao Agronômica depois destes anos de treinamento e grandes experiências, pois terei a oportunidade de colocar em prática o que aprendi. Espero corresponder a expectativa e não pouparei esforços para tal!", declarou a Dra. Larissa (Currículo Lattes).
*******
Expertise da Dra. Larissa:
Pesquisou sobre a extensão e distribuição da diversidade do complexo de espécies de Fusarium graminearum (FGSC) em sementes de arroz produzidas no sul do Brasil, resultando no primeiro relato da composição do FGSC em arroz fora da Ásia e confirmando a dominância do F. asiaticum em agroecossistemas de arroz (Gomes, L.B.; Ward, T.J. ; Furlong, E. Badiale; Del Ponte, E.M. Species composition, toxigenic potential and pathogenicity of Fusarium graminearum species complex isolates from southern Brazilian rice. Plant Pathology v. 1, p. 980-987, 2014).
No doutorado, caracterizou isolados do FCSC por meio de análises filogenéticas moleculares e marcadores morfológicos, avaliou o potencial de produção de micotoxinas e estudou estratégias de colonização e transmissão do fungo em plantas de arroz. Fez o primeiro relato da ocorrência de F. chlamydosporum, bem como as duas linhagens filogenéticas irmãs, em arroz no Brasil. Verificou que as espécies do FCSC colonizam as plantas de arroz como endófito e obteve evidências de que elas também ocorrem em outras gramíneas e culturas pertencentes a outras famílias botânicas (Tese).
Orientadores acadêmicos:
Ludwig Heinrich Pfenning, Universidade Federal de Lavras, UFLA, Lavras, MG
Emerson Medeiros Del Ponte, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG

 


Veja mais notícias