Podridão azeda da uva Chardonnay, Fagundes Varela, RS / Grape Sour Rot
04/02/2021

Ver ampliada

Foto enviada pela Emater, Fagundes Varela, RS, 28jan2021.


Ver ampliada

Foto enviada pela Emater, Fagundes Varela, RS, 28jan2021.



O Agronômica recebeu consulta (Atendimento via WhatsApp) da Taciana (EMATER), Fagundes Varela, RS, 28/01/2021, sobre a suspeita de podridão azeda em cachos de uva da variedade Chardonnay (Vitis vinifera). Os primeiros sintomas começaram no início do mês de janeiro e na última semana ocorreu apodrecimento geral das bagas. Cheiro de vinagre forte exalando dos cachos de uvas foi confirmado, reforçando o diagnóstico (ácido acético, no mínimo 0,83 g/L) (Hall et al., 2018).

Outubro e novembro foram meses secos na região, com chuvas de alguns milímetros, conforme informou a técnica da EMATER. A maior concentração de açúcares é outro fator conduzivo que pode ser manejado com a irrigação. A incidência de insetos, particularmente a mosca-das-frutas (Drosophila spp.), tem repercussão na ocorrência da podridão azeda.

Os sintomas da podridão azeda da uva são causados por inúmeras leveduras (Metschnikowia spp., Saccharomycopsis crataegensis, Pichia sp., Aureobasidium pullulans, Cryptococcus sp., Rhodosporidioum sp.) e bactérias indesejáveis (Acetobacter sp., Gluconobacter spp.), muitas vezes associada a fungos como Botrytis spp., Penicillium spp. e Rhizopus spp. (Duarte, 2015; Hall et al., 2018). 

Resultados de pesquisas recentes levaram a conclusão que a podridão azeda da uva é o culminar da coinfecção por várias leveduras, que convertem os açúcares da uva em etanol, e bactérias que oxidam o etanol em ácido acético, e que esse processo é mediado por Drosophila spp. (Hall et al., 2018).

Algumas recomendações para a podridão azeda podem ser encontradas no link: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=437>

Fontes:

Barata, A.; Santos, S. C.; Malfeito-Ferreira, M. & Loureiro, V. 2012. New insights into the ecological interaction between grape berry microorganisms and Drosophila flies during the development of sour rot. Microb. Ecol. 64:416–430 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1007/s00248-012-0041-y.

Duarte, V. Podridão-ácida em uva Chardonnay, Fagundes Varela, RS / Grape Sour Rot. Agriporticus. 14ago205. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=437>. Acesso em: 04fev2021.

Gao, H.; Yin, X.; Jiang, X.; Shi, H.; Yang, Y.; Wang, C. et al. 2020. Diversity and spoilage potential of microbial communities associated with grape sour rot in eastern coastal areas of China. PeerJ. 8:e9376 Disponível em: http://dx.doi.org/10.7717/peerj.9376.

Guerzoni, E. & Marchetti, R. 1987. Analysis of yeast flora associated with grape sour rot and of the chemical disease markers. Appl. Environ. Microbiol. 53:571–576 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1128/AEM.53.3.571-576.1987.

Hall, M. 2020. Peer Review #3 of “Diversity and spoilage potential of microbial communities associated with grape sour rot in eastern coastal areas of China (v0.6)”. Disponível em: https://peerj.com/articles/9376v0.6/reviews/3/.

Hall, M. E.; Loeb, G. M.; Cadle-Davidson, L.; Evans, K. J. & Wilcox, W. F. 2018. Grape Sour Rot: A Four-Way Interaction Involving the Host, Yeast, Acetic Acid Bacteria, and Insects. Phytopathology. 108:1429–1442 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1094/PHYTO-03-18-0098-R.

Hall, M. E.; Loeb, G. M. & Wilcox, W. F. 2018. Control of Sour Rot Using Chemical and Canopy Management Techniques. Am. J. Enol. Vitic. 69:342–350 Disponível em: https://www.ajevonline.org/content/69/4/342.abstract. [Acesso em: 4.fev.2021].

Pinto, L.; Caputo, L.; Quintieri, L.; de Candia, S. & Baruzzi, F. 2017. Efficacy of gaseous ozone to counteract postharvest table grape sour rot. Food Microbiol. 66:190–198 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.fm.2017.05.001.

Pinto, L.; Malfeito-Ferreira, M.; Quintieri, L.; Silva, A. C. & Baruzzi, F. 2019. Growth and metabolite production of a grape sour rot yeast-bacterium consortium on different carbon sources. Int. J. Food Microbiol. 296:65–74 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.ijfoodmicro.2019.02.022.

*******

How to cite: Duarte, V. Podridão azeda da uva Chardonnay, Fagundes Varela, RS / Grape Sour Rot. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=946>. Acesso em: 04fev2021. 

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é uma iniciativa do Agronômica visando compartilhar os registros de ocorrências de pragas e doenças, disponibilizando imagens que auxiliem o seu reconhecimento por extensionistas e agricultores no campo.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br