Setaria geniculata nas ruas de Porto Alegre, RS
12/02/2019

Ver ampliada

Touceira de Setaria geniculata em Praça Caraibe na Rua Guaicuru, Vila Assunção, Porto Alegre, RS,06 fev 20119.


Ver ampliada

Rácemo espiciforme de Setaria geniculata (Poaceae) localizado na parte terminal de longa haste, exposto bem acima das folhas.


Ver ampliada

Rácemo espiciforme de Setaria geniculata (Poaceae), deixando sobressair abundantes cerdas de coloração violáceo-avermelhada.


Ver ampliada

Lâmina foliar de Setaria geniculata (Poaceae)


Ver ampliada

Lígula ciliada em folha de Setaria geniculata (Poaceae), sem aurículas. 


Ver ampliada

Lígula ciliada em folha de Setaria geniculata (Poaceae), sem aurículas. 


Ver ampliada

Colmo cilíndrico ou pouco achatado de Setaria geniculata (Poaceae), de entrenós glabros e de coloração escura e com nó entumecido.


Ver ampliada

Rácemos espiciformes de Setaria geniculata (Poaceae), localizados na parte terminal de longas hastes, expostos bem acima das folhas, com 2-8 cm de comprimento por 0,8-1,0 cm de espessura, cilíndricos, compactos, deixando sobressair abundantes cerdas de coloração violáceo-avermelhada.


Ver ampliada

Afilho de Setaria geniculata (Poaceae), colhida na Av. São Sebastião, Nonoai, Porto Alegre, RS, 30°05'25.7"S 51°13'29.7"W, -30.090472, -51.224919, 03 fev. 2019.


Ver ampliada

Três espiguetas de Setaria geniculata (Poaceae)


Ver ampliada

Espiguetas de Setaria geniculata (Poaceae) elípticas ou ovalada-lanceoladas, plano-convexas, com ápice geralmente mais escuro; Comprimento de 1,6-1,8 mm, largura e espessura de 1,1-1,2 mm, mais larga e espessa na porção mediana. 


Ver ampliada

Espiguetas de Setaria geniculata (Poaceae); a semente de milho visa apenas comparação de tamanho.


Ver ampliada

Espiguetas Setaria geniculata (Poaceae)


Ver ampliada

Plantas de Setaria geniculata na esquina da Rua Chavantes com Rua Caeté, Vila Assunção, Porto Alegre, RS, 13 fev 20119.


Ver ampliada

Plantas de Setaria geniculata na esquina da Rua Chavantes com Rua Caeté, Vila Assunção, Porto Alegre, RS, 13 fev 20119.


Ver ampliada

Detalhes dos colmos de plantas de Setaria geniculata, Teresópolis, Porto Alegre, RS, 15 fev 20119.


Ver ampliada

Inflorescência de planta de Setaria geniculata, Teresópolis, Porto Alegre, RS, 15 fev 20119.


Ver ampliada

Detalhes de plantas de Setaria geniculata, Teresópolis, Porto Alegre, RS, 15 fev 20119.


Ver ampliada

Plantas de Setaria geniculata, misturadas a outras plantas, distinguidas pela inflorescência, na calçada da Avenida Manoel Bezerra Lima Filho, em frente ao Mogi Shopping, Mogi das Cruzes, SP, 16 fev 2019.


Ver ampliada

Plantas de Setaria geniculata, misturadas a outras plantas, distinguidas pela inflorescência, na calçada da Avenida Manoel Bezerra Lima Filho, em frente ao Mogi Shopping, Mogi das Cruzes, SP, 16 fev 2019.


Ver ampliada

Plantas de Setaria geniculata, misturadas a outras plantas, distinguidas pela inflorescência, na calçada da Avenida Manoel Bezerra Lima Filho, em frente ao Mogi Shopping, Mogi das Cruzes, SP, 16 fev 2019.



Plantas da espécie Setaria geniculata (Lam.) (Família Poaceae) P. Beauv. encontradas nas praças e ruas de Porto Alegre, RS (fev 2019). Nomes populares da S. geniculata: capim-rabo-de-raposa, rabo-de-gato, marsh bristlegrass...

Esta espécie é altamente polimórfica, variando com o ambiente onde ocorre. No Rio Grande do Sul, algumas formas com características morfológicas bastante permanentes podem ser separadas, apesar da ocorrência de exemplares intermediários. A espécie é nativa no Continente Americano, ocorrendo desde os Estados Unidos até a Argentina e o Chile. No Brasil, ocorre em todo o território, em campos nativos e ambientes diversos, sendo frequentes em margens de cursos de água. Vale ressaltar que, devido às altas populações, a Região Sul do Brasil figura como centro secundário de evolução da espécie.  

Apesar de constar como sinonímia de Setaria parviflora (USDA, 2019), S. geniculata tem várias características distintas (Lorenzi, 2014), a mais evidente é o formato do colmo ao ramificar da touceira, apresentando uma forma de joelho, quase 90 graus.

O termo "geniculata" deriva do latim e significa "nó", isto é: nodoso, cheia de nós.

Referências

Lorenzi, H. Manual de identificação e controle de plantas daninhas: plantio direto e convencional. Instituto Plantarum, 7.ed., 2014.

Rodrigues, M.E.F. Levantamento florístico de plantas aquáticas e palustres na represa Guarapiranga, São Paulo, Brasil. Bol. Bot. Univ. São Paulo, São Paulo, v. 35, p. 1-64, 2017.

USDA-NRCS-NGCE. Setaria parviflora (Poir.) Kerguélen. Disponível em: <https://plants.usda.gov/core/profile?symbol=sepa10>. Acesso em: 12 fev.2019.

Wanderley, M.G.L.; Shepherd, G.J.; Melhem, T.S.; Giuliett, A.M. Flora fanerogâmica do estado do São Paulo. v.5. São Paulo: FAPESP, 2007. 523p. REFLORA - Herbário Virtual. Disponível em: <http://www.herbariovirtualreflora.jbrj.gov.br/reflora/herbarioVirtual/ConsultaPublicoHVUC/ConsultaPublicoHVUC.do?idTestemunho=4857102>. Acesso em 10/2/2019. 

*******

How to cite: Lorenset, M. S.; Duarte, V. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=827>. Acesso em: 12 fev.2019. (Atualize a data de acesso.) Última modificação: 20 fev.2019. 

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br