Cowpea aphid-borne mosaic virus em maracujazeiro em Antônio Carlos, SC
20/12/2018

Ver ampliada

Folhas e frutos (menor e endurecido, fruto da direita) com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC.


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Planta de maracujazeiro com sintomas de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus) oriundas do município de Antônio Carlos, SC. Autor da foto: Alison Cardozo


Ver ampliada

Curvas resultantes da amplificação do RNA, extraído de folhas de maracujazeiro sintomáticos, por RT-qPCR com primers e sonda (Zanini et al., 2017) específicos para Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV).



Ramos, folhas e frutos de maracujazeiro, oriundos do município de Antônio Carlos, Estado de Santa Catarina, mostrando pouco crescimento há três anos, folhas enrugadas, clorose nos ramos jovens, foram submetidos à clínica. O RNA dos tecidos sintomáticos foi extraído, submetido à RT-qPCR com os primers CABMV F 5'-GATGATGACAAGATGGGTGTGTTATCA-3' e R 5'-CACATCGGGTGAAGTTCCATT-3' e sonda TaqMan P 5'-FAM-AACGGGTTCATGGTTTGGTTTGGTGATTG-3'-TAMRA, e o resultado, veja curvas na figura acima, confirmou tratar-se de Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV, Potyvirus). 

Os principais sintomas causados por CABMV são mosaico, clorose, deformação e bolhas foliares, e nanismo/enfezamento. Os frutos ficam menores e endurecidos, podendo ocorrer perda significativa na produtividade.

O CABMV é transmitido prontamente por inoculação mecânica (tratos culturais propagam o vírus entre plantas no pomar), por várias espécies de afídeos e por sementes de feijão-caupi. A presença de CABMV em sementes de feijão-caupi permite a dispersão a longa distância através da troca internacional de sementes (CABI, 2018).

Como o CABMV se propaga em condições de campo por meio do aumento das populações de pulgões, disponibilidade de plantas hospedeiras suscetíveis e a presença de focos iniciais de infecção através da infecção por sementes, um controle apropriado pode ser alcançado pela limitação desses três fatores. O CABMV é transmitido por várias espécies de afídeos de maneira não persistente; portanto, o uso de inseticidas pode não ser uma abordagem apropriada. No entanto, o controle químico de pulgões em épocas adequadas pode ser útil para manter a população de vetores em um nível baixo para evitar a disseminação secundária do vírus (Plantwise, 2018).

As folhas sintomáticas positivas para CABMV foram preservadas secas para utilização como material de referência interno.

Referências

CABI. Cowpea aphid-borne mosaic virus. Disponível em: https://www.cabi.org/isc/datasheet/15649. Acesso em: 21 dez.2018.

González-Segnana, Luis R., Esquivel Fariña, Arnaldo, González, Diego D., Mello, Ana Paula O. A., Rezende, Jorge A. M., & Kitajima, Elliot W.. (2013). Alternative hosts of Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV) in sesame (Sesamum indicum) crops grown in Paraguay. Tropical Plant Pathology, 38(6), 539-542. https://dx.doi.org/10.1590/S1982-56762013000600010

Plantwise. Cowpea aphid-borne mosaic virus. Disponível em: https://www.plantwise.org/KnowledgeBank/Datasheet.aspx?dsid=15649. Acesso em: 21 dez.2018.

Rodrigues, L. K.; Ramos, A. F.; Eiras, M.; Chaves, A. L. R.; Santos, J. A. N.; Peruch, L. A. M.; Colariccio, A. Incidência do Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV) em maracujazeiros no Litoral Sul de Santa Catarina, SC. VII Simpósio Brasileiro sobre a cultura do Maracujazeiro. Arroio do Silva, SC, Brasil. 2017.

Rodrigues, L. K.; Chaves, A. L. R.; Damatto Junior, E. R.; Eiras, M. Epidemiological Aspects Of The Transmission And Management Of Cowpea aphid-borne mosaic virus In A Passion Fruit Orchard. Journal of Plant Pathology Vol 98(3) 531-539. 2016.

Zanini, F.; Santos, N. S.; Zanin, J.; Petry, H. B.; Bohn, L.; Pinto, J. R.; Cordioli, E.; Peruch, L. A. M.; Bertolini, E. Desenvolvimento de protocolo de RT-PCR em tempo real para detecção do Cowpea aphid-born mosaic virus (CABMV) em maracujazeiro. VII Simpósio Brasileiro sobre Culturas do Maracujazeiro, Santa Catarina, 2017.

*******

How to cite: Mituti, T.; Hunhoff, A.; Ribeiro, G. G.; Falkenbach, B. R.; Cruz, D.; Fernandes, J. Cowpea aphid-borne mosaic virus  em maracujazeiro em Antônio Carlos, SC. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=818>. Acesso em: 21 dez.2018. (Atualize a data de acesso)

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br