Podridão radicular de beterraba em Viamão, RS
01/12/2018

Ver ampliada

Cultivo de beterraba para broto em Viamão, RS, com falha no crescimento numa parte da linha. Autor da foto: Eng. Agr. Vitório Poletto Ferreira


Ver ampliada

RAízes de beterraba cultivada para broto em Viamão, RS, com escurecimento das raízes. Autor da foto: Eng. Agr. Vitório Poletto Ferreira


Ver ampliada

Escurecimento e tombamento de plântulas de beterraba para broto em Viamão, RS.


Ver ampliada

Escurecimento e tombamento de plântulas de beterraba para broto em Viamão, RS.


Ver ampliada

Escurecimento e tombamento de plântulas de beterraba para broto em Viamão, RS.


Ver ampliada

Zoosporângios torulóides (setas) de Pythium sp., provavelmente P. aphanidermatum, nos tecidos radiculares escurecidos de plântulas de beterraba para broto em Viamão, RS.


Ver ampliada

Oósporo de Pythium sp., provavelmente P. aphanidermatum, nos tecidos radiculares escurecidos de plântulas de beterraba para broto em Viamão, RS.



Plântulas de beterraba (Beta vulgaris), Viamão, RS, cultivadas para o consumo como "brotos", apresentando escurecimento radicular e baixo crescimento, foram examinadas e a presença de estruturas de Pythium sp., provavelmente P. aphanidermatum, foi detectada.

As espécies de Pythium são morfologicamente polimórficas, fisiologicamente únicas e ecologicamente versáteis, o que as torna significativas teórica e praticamente. Elas são onipresentes no solo e na água, distribuídas em todo o mundo, e com muitos hospedeiros. Pythium spp. incluem alguns dos mais importantes e destrutivos patógenos de plantas, causando perdas de sementes, pré-emergência e tombamento pós-emergência, podridão de mudas, raízes ou caules basais, decomposição de frutas e vegetais durante o cultivo, armazenamento, trânsito ou no mercado (Al-Sheikh, 2010).

Referências

Al-Sheikh, H. 2010. Two pathogenic species of Pythium: P. aphanidermatum and P. diclinum from a wheat field. Saudi Journal of Biological Sciences: 17(4) 347-352.

Garibaldi, A.; Gilardi, G.; Ortu, G.; Gullino, M. L. 2013. First report of damping-off caused by Pythium aphanidermatum on Leaf Beet (Beta vulgaris subsp. vulgaris) in Italy. Plant Disease 97(2): 292. Disponível em: https://apsjournals.apsnet.org/doi/10.1094/PDIS-08-12-0746-PDN. Acesso em: 01 dez.2018.

Miranda, S. Pythium aphanidermatum. DefesaVegetal.net. Disponível em: http://www.defesavegetal.net/pythap. Acesso em: 01 dez.2018.

Scott, P. T.; Martin, H. L.; Boreel, S. M.; Wearing, A. H.; Maclean, D. J. 2005. Molecular characterisation, pathogenesis and fungicide sensitivity of Pythium spp. from table beet (Beta vulgaris var. vulgaris) grown in the Lockyer Valley, Queensland. Australas. Plant Pathol. 34:361–368 Disponível em: https://doi.org/10.1071/AP05042 ou https://core.ac.uk/download/pdf/77133217.pdf. Acesso em: 01 dez.2018.

*******

How to cite: Andrade, C. C. L.; Gomes, L. B.; Duarte, V. Podridão radicular de beterraba em Viamão, RS. Agriporticus. <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=811>. Acesso em: 01 dez.2018.

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br