Testes-chave para diferenciar praga quarentenária de praga não regulamentada!
14/11/2018

Ver ampliada

A hidrólise da esculina e a produção de indol, testes bioquímicos contidos no kit Bactray 3, permitem diferenciar Pantoea stewartii subsp. stewartii (ambos testes são negativos) de P. stewartii subsp. indologenes (ambos os testes são positivos).



A hidrólise da esculina e a produção de indol, testes bioquímicos contidos no kit Bactray 3, permitem diferenciar Pantoea stewartii subsp. stewartii (sin. Erwinia stewartii; Pantoea stewartii) (ambos testes são negativos) de P. stewartii subsp. indologenes (ambos os testes são positivos) em 24 h. A primeira ocasiona a Murcha-de-Stewart do milho e é uma bactéria quarentenária ausente para o Brasil (Instrução Normativa nº 39, de 1 de outubro de 2018, pág. 13). Estirpes de P. stewartii subsp. indologenes causam mancha foliar em milheto foxtail (Setaria italica) e milheto de pérolas (Pennisetum americanum) ou podridão em Ananas comosus, e tem um impacto econômico insignificante comparado ao agente da Murcha-de-Stewart. 

*******

How to cite: Cardoza, Y. F. Testes-chave para diferenciar praga quarentenária de praga não regulamentada!. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=799>. Acesso em: 14 nov.2018. (Atualize a data de acesso)

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br