Tagosodes orizicolus en Yopal, Colombia / Rice Delphacid in Yopal, Colombia
26/05/2021

Ver ampliada

Figura 1. Fêmea de Tagosodes orizicolus (Muir, 1929) (Hemiptera: Delphacidae), cigarrinha 'Sogota', coletada em arroz em Yopal, Colômbia, 2021 (ver mapa)


Ver ampliada

Figura 2. Macho de Tagosodes orizicolus (Muir, 1929) (Hemiptera: Delphacidae) coletado em arroz em Yopal, Colômbia, 2021. 


Ver ampliada

Figura 3. Fêmea de Tagosodes orizicolus apresentando parasitoidismo por uma espécie de díptero não identificado. A seta preta indica a agulha de saída de um destes espécimes e a seta vermelha a presença de uma pupa, juntos no abdômen. 



O gênero Tagosodes possui aproximadamente 20 espécies com distribuição subtropical e tropical. No neotrópico são registradas nove espécies. Dentro do gênero, três espécies são consideradas como pragas do arroz, T. orizicolus e T. cubanus nas Américas e T. pusanus na Ásia (Marini & Remes-Lenicov, 2000).

Tagosodes orizicolus, "rice delphacid", sogata é o nome da cigarrinha no Brasil (Hickel, 2019), coletado em Yopal, Colômbia, causa danos ao arroz (Oryzae sativa L.) de forma direta ao se alimentar da seiva das plantas e indiretamente atuando como vetor do "virus de la Hoja Blanca" (HBV). A doença se apresenta logo de dois meses do plantio. Os sintomas incluem folhas mosqueadas com franjas compridas, amarelo esbranquiçadas, raquitismo das plantas, panículas pequenas, disformes e estéreis com espiguetes descoloridas (Ferreira & Silveira, 1979). T. orizicolus é considerado o único vetor do HBV, a doença em severidade extrema pode causar 100% de perda (Vivas et al. 2017).

Os adultos de sogata são pequenas cigarrinhas, com dimorfismo sexual (Figura 1-3). As fêmeas medem de 3 a 4 mm de comprimento e são de coloração castanho-amarelada, podendo possuir asas ou viverem com asas rudimentares e não funcionais (fêmeas braquípteras) (Figura 1). Os machos são menores (2 a 3 mm de comprimento) e de coloração preta (Figura 2). Em ambos os sexos, há uma faixa mediana dorsal de cor clara na cabeça e no tórax. Os ovos são postos em grupos de 8 a 20 no interior da nervura principal e incubam por 3 a 5 dias. As ninfas são branco-amareladas, ápteras e com duas faixas escuras dorso-longitudinais. A fase ninfal varia de 18 a 15 dias, sucedendo-se as gerações em cerca de 20 dias.

A espécie tem registro de ocorrência na Argentina, Belize, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Estados Unidos, Guatemala, Guiana, México, Nicarágua, Peru, República Dominicana, El salvador, Suriname, Trinidad e Tobago e Venezuela (Marini & Remes-Lenicov, 2000; CABI, 2021). Embora a espécie ocorra no Brasil, não é considerada praga importante no país. Sujeito à forte pressão de controle biológico natural (Figura 3), esse inseto não consegue formar altas populações no país (Hickel, 2019).

Há registro da espécie e da doença no Brasil desde 1965 nos Estados de São Paulo e Goiás (Ferreira & Silveira, 1979).

Literatura consultada: 

CABI. 2021. Tagosodes orizicolus (Rice delphacid). Disponivel em: https://www.cabi.org/isc/datasheet/52647

Ferreira, E. & Silveira Neto, S. 1979. Population fluctuations of Sogatodes orizicola (Muir, 1929) in Piracicaba, Sao Paulo (Homoptera: Delphacidae). Anais da Sociedade Entomologica do Brasil 8(2): 207-215.

Hickel, E. R. 2019. Surto de sogata na divisa norte catarinense. Arroz EPAGRI. Disponível em: http://arrozepagri.blogspot.com/2019/04/surto-de-sogata-na-divisa-norte_30.html. [Acesso em: 26.May.2021].

Mariani, R. & Remes-Lenicov, M.M. 2000. Tagosodes orizicolus (Muir, 1926), vector del “vírus de la hoja blanca del arroz” (HBV) en la República Argentina (Homoptera-Delphacidae). Revista de la Facultad de Agronomía, La Plata 104(2). Disponível em: http://sedici.unlp.edu.ar/handle/10915/15661. Acesso em: 26.maio.2021.

Mattio, M. F.; Cassol, A.; Remes Lenicov, A. M. de & Truol, G. 2008. Tagosodes orizicolus: nuevo vector potencial del Mal de Río Cuarto virus. Trop. Plant Pathol. 33:237–240 Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1982-56762008000300010&script=sci_arttext&tlng=es. Acesso em: 26.maio.2021.

Vivas, L.E., Astudillo, D.H., Monasterio, P.P. 2017. Fluctuación poblacional del insecto sogata Tagosodes orizicolus empleando una trampa de luz y su relación con variables climáticas en Calabozo Estado de Guárico, Venezuela. Journal of the Selva Andina Biosphere 5(2): 70-79.

*******

How to cite: Rodríguez-Cruz, F.R. Tagosodes orizicolus en Yopal, Colombia / Rice Delphacid in Yopal, Colombia. Agriporticus. Disponível em: http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=1980. Acesso em: 26.maio.2021 (Atualize a data de acesso.)

 

Observação: O Dr. Fredy Alexander Rodríguez Cruz é Doutor em Entomologia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, e atualmente Professor na Universidad de la Salle, Kilometro 12 via Matepantano, Yopal, Colombia. O Dr. Fredy trabalhou no Agronômica e está contribuindo conosco na publicação de ocorrência de pragas.




Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é uma iniciativa do Agronômica visando compartilhar os registros de ocorrências de pragas e doenças, disponibilizando imagens que auxiliem o seu reconhecimento por extensionistas e agricultores no campo.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br