Liposcelis sp. em bulbos de alho importados da Argentina
22/02/2021

Ver ampliada

Figura 1. Vista geral, dorsal, de espécime de Liposcelis sp. interceptado em bulbos de alho, em Foz de Iguaçu, importados da Argentina, 19/02/2021.


Ver ampliada

Figura 2. Pronoto e vértice da cabeça, dorsal, de espécime de Liposcelis sp. interceptado em bulbos de alho, em Foz de Iguaçu, importados da Argentina, 19/02/2021.


Ver ampliada

Figura 3. Olho composto de espécime de Liposcelis sp. interceptado em bulbos de alho, em Foz de Iguaçu, importados da Argentina, 19/02/2021.


Ver ampliada

Figura 4. Pro e meso esterno de espécime de Liposcelis sp. interceptado em bulbos de alho, em Foz de Iguaçu, importados da Argentina, 19/02/2021.


Ver ampliada

Figura 5. Tergitos abdominais de espécime de Liposcelis sp. interceptado em bulbos de alho, em Foz de Iguaçu, importados da Argentina, 19/02/2021.


Ver ampliada

Figura 6. Epiprocto de espécime de Liposcelis sp. interceptado em bulbos de alho, em Foz de Iguaçu, importados da Argentina, 19/02/2021.



Espécimes de Liposcelis sp. (Posocoptera: Liposcelididae) foram interceptados em bulbos de alho importados da Argentina (Protocolo 173257, Termo de coleta: 115/2021, Laudo: 3309/2021, 19fev2021) e analisados no Agronômica, extensão Foz do Iguaçu, Paraná.

Os resultados das análises indicaram não se tratar das duas espécies quarentenárias para o Brasil, com detalhes a seguir: 

Difere de Liposcelis paeta pela presença de seta humeral longa no lobo lateral do pronoto, olhos com mais de 3 omatídeos, ausência de par de setas na metade posterior do proesterno.

Difere de Liposcelis decolor principalmente pela presença de seta longa e truncada no lobo lateral do pronoto (além da seta humeral) e ornamentação do vértice da cabeça (sem linhas arqueadas delimitando aureolas com nódulos) (Batista & Guimarães, 2019).

A Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa, por intermédio da IN nº 29 (18/10/2019), alterou a lista de Pragas Quarentenária Ausentes (PQA) no Brasil, conforme Art. 2º Incluir na Lista de Pragas Quarentenárias Ausentes – (PQA), constantes do Anexo da Instrução Normativa SDA nº 39, de 1º de outubro de 2018, publicada no D.O.U de 2 de outubro de 2018 a família “PSOCODEA” e a respectiva espécie “Liposcelis paeta”. Portanto, caso se tratasse da espécie quarentenária, a carga seria rechaçada (MAPA, 2018).

Os psocópteros já eram vistos como pragas secundárias, porém menos importantes do que outras espécies secundárias de Coleoptera e Lepidoptera de produtos armazenados. No entanto, atualmente, está bem estabelecido que são capazes de colonizar grãos de diferentes commodities. São insetos pequenos, ativos, onívoros, possuem um ciclo de vida curto e são capazes de absorver água da atmosfera. As quatro principais espécies cosmopolitas são Liposcelis bostrychophila Badonnel, Liposcelis decolor Pearman, Liposcelis entomophila Enderlein, e Liposcelis paeta Perman (Aquino, 2019). 

No caso presente, não foi possível determinar a espécie, mas diferenciá-la das duas espécies com restrição fitossanitária. Psocoptera é um grupo de insetos com cerca de 5.600 espécies descritas em todo o mundo (Valbuza, 2017; Valbuza et al., 2017), fato que dificulta a determinação específica no tempo disponível para dar uma resposta à fiscalização. A estratégia é dizer, com certeza, o que não é.

Referências

Aquino, C. I. de. 2019. O mercado da quinoa no Brasil e investigação de artrópodes e outras matérias estranhas com foco na segurança do alimento para o consumidor. Disponível em: http://repositoriobiologico.com.br/jspui/handle/123456789/108 ou http://repositoriobiologico.com.br/jspui/bitstream/123456789/108/1/Cinthia%20Iara%20de%20Aquino.pdf

APPS. 2019. Lista de Pragas Quarentenárias Ausentes PQA – Alteração. APPS. Disponível em: https://apps.agr.br/lista-de-pragas-quarentenarias-ausentes-pqa-alteracao/. [Acesso em: 22.fev.2021].

Batista, F. C.; Guimarães, C. G. 2019. Interceptada traça sem registro de ocorrência no Brasil. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=860>. Acesso em: 22.fev.2021.

MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Secretaria de Defesa Agropecuária). 2018. INSTRUÇÃO NORMATIVA No 39, DE 1 DE OUTUBRO DE 2018. Diário Oficial da União. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/43460217/do1-2018-10-02-instrucao-normativa-n-39-de-1-de-outubro-de-2018-43460055. [Acesso em: 22.fev.2021].

Valbuza, M. da F. 2017. Ácaros e psocópteros em plantas aromáticas, condimentares e medicinais desidratadas comercializadas a granel na cidade de São Paulo. Disponível em: http://repositoriobiologico.com.br/jspui/handle/123456789/186. [Acesso em: 22.fev.2021].

Valbuza, M.F.; Campos, A.E.C.; Potenza, M.R. 2017. Conhecimento atual sobre psocoptera (psocodea) no ambiente de armazenamento de grãos e alimentos industrializados. Biológico, São Paulo, v.79, n.1, p. 1-8, jan/jun.

******

How to cite: Batista, F. C. 2021. Liposcelis sp.  em bulbos de alho importados da Argentina. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=953>. Acesso em: 22.fev.2021. (Atualize a data de acesso.)

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é uma iniciativa do Agronômica visando compartilhar os registros de ocorrências de pragas e doenças, disponibilizando imagens que auxiliem o seu reconhecimento por extensionistas e agricultores no campo.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br