Lagarta Neoleucinodes elegantalis em pimentão
17/09/2019

Ver ampliada

Figura 1. Lagarta de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 2. Setas pré-espiraculares (seta vermelha) em T1 de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 3. Colchetes biordinais distribuídos em círculo, presentes em falsas pernas de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 4. Estemas 1 e 2 (setas azuis) de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 5. Pináculo SD1 (círculo vermelho) em A7 de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 6. Seta SD2 diminuta (seta branca) em A3-6 de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 7. Seta SV (seta amarela) em A1 de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 8. Seta SD1 (seta verde) em A8 de Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)


Ver ampliada

Figura 9. Fruto de pimentão atacado por Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae)



Lagarta Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Crambidae) encontrada em fruto de pimentão oriundo de Salinas, Minas Gerais. N. elegantalis é popularmente conhecida como broca-pequena-do-tomateiro ou broca-pequena-do-fruto, espécie oligófaga, atacando exclusivamente frutos de plantas pertencentes à família Solanaceae, sendo uma das principais pragas da cultura do tomate em diversas regiões produtoras do Brasil. 

Atualmente N. elegantalis encontra-se distribuída por praticamente todos os países da América do Sul e possui registros de ocorrência (porém sem registros como praga) em alguns países da América Central e México. Desde 2014, a praga encontra-se na lista de pragas quarentenárias A1 da Organização Europeia e Mediterrânica de Proteção de Plantas (EPPO – sigla em inglês), sendo considerada espécie de risco para culturas como tomate, pimentão e berinjela.

Lagartas de N. elegantalis são caracterizadas pela presença dos estemas 1 e 2 estreitamente espaçados (Figura 4); escudo pró-torácico levemente manchado (Figura 2); pináculos pálidos, de coloração similar ao restante do corpo (Figura 1); pináculos SD1 não reduzidos em A2 e A7 (Figura 5); pináculo e seta SD2 diminutos, de A3-6 (Figura 6); apenas uma seta subventral em A1 (Figura 7) e seta SD1 localizada anteriormente em relação ao espiráculo em A8 (Figura 8).

Referências:

EPPO. 2015. Datasheet on pests recommended for regulation - Neoleucinodes elegantalis. OEPP/EPPO Bulletin 45: 9–13. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/epp.12189>. Acesso em: 16/09/2019.

Gilligan, T. M.; Passoa, S. C. 2014. LepIntercept - An identification resource for intercepted Lepidoptera larvae. Identification Technology Program (ITP), Fort Collins, CO. Disponível em: <http://idtools.org/id/leps/lepintercept/elegantalis.html>. Acesso em: 15 set.2019.

*******

How to cite: Batista, F. C. e Ferreira, V. A. Lagarta de Neoleucinodes elegantalis em pimentão. Agriporticus. Disponível em: <http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=873>. Acesso em: 17 set. 2019. (Atualize a data de acesso.)

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br