Ácaro alergênico em frutos de ameixeira importados
23/02/2019

Ver ampliada

Figura 1. Vista dorsal (A) e ventral (B) de Dermatophagoides pteronyssinus Trouessart, 1897, ácaro detectado em frutos de ameixeira (Prunus domestica L.) importados da Argentina. 


Ver ampliada

Figura 2. Tarso e pré-tarso I: (A) aspecto dorsal; (B) talos ambulacrais do pré-tarso I de Dermatophagoides pteronyssinus Trouessart, 1897, ácaro detectado em frutos de ameixeira (Prunus domestica L.) importados da Argentina. 


Ver ampliada

Figura 3.  Fêmea: vista ventral, destacando a abertura genital, de Dermatophagoides pteronyssinus, ácaro detectado em frutos de ameixeira (Prunus domestica L.) importados da Argentina.


Ver ampliada

Figura 4. Fêmea: vista ventral, destacando o aparelho genital, de Dermatophagoides pteronyssinus Trouessart, 1897, ácaro detectado em frutos de ameixeira (Prunus domestica L.) importados da Argentina.



A espécie de ácaro Dermatophagoides pteronyssinus (Acari: Pyroglyphidae), house-dust mite, foi detectada em amostras de frutos de ameixeira (Prunus domestica L.) importados da Argentina, na Unidade de São Borja, em 04 fev. 2019.

No Brasil existem duas espécies do gênero Dermatophagoides mais importantes: Dermatophagoides pteronyssinus e D. farinae, considerados espécies de importância médica. Os alérgenos intradomiciliares representam um dos fatores na indução e desencadeamento de doenças alérgicas respiratórias, tais como crises de asma, rinite e conjuntivite alérgica, entre outras. Entre eles encontram-se exúvia e fezes de ácaros que são fontes primárias que causam alergia respiratória, ocasionando dermatite em indivíduos sensíveis. Esses ácaros alimentam-se de pele humana, restos de alimento, de insetos, além de fungos presente no ambiente.

São ácaros de vida livre e de importância médica decorrente dos fenômenos alérgicos (Fain, Guérin &Hart, 1990; Morales-de-León etal., 2012). Distribuição: cosmopolita. Hospedeiros: ninhos de pássaros inabitados, poeira domiciliar e produtos alimentícios armazenados.

Dermatophagoides pteronyssinus tem seis estágios diferentes de vida: ovo, prelarva, larva, protoninfa, tritoninfa e adulto (Saleh et al., 1991).

Por se tratar de um espécime que apresenta caracteres taxonômicos diminutos, muitas vezes, de difícil visualização, isso exige muita atenção e pesquisa. Vale ressaltar que muitas espécies apresentam características únicas que os identifica.

A determinação dos espécimes foi feita pela Dra. Marla Maria Marchetti (Filial de São Borja) e Dr. Felipe Colares Batista (Filial de Foz do Iguaçu).

Referências:

COLLOFF, M.J. & SPIEKSMA, F.Th.M. Pictorial keys for the identification of domestic mites. Clinical and Experimental Allergy, v.22, p.823-830. 1992.

FAIN, A.; GUÉRIN, B.; HART, J. Mites and allergic disease. Varennes en Argonne, Françe: Allerbio. 1990.

KRANTZ, G.W. & WALTER, D.E. A Manual of Acarology. 3º edição.Texas Tech University Press, 2009. 807p.

MORALES-DE-LEÓN, G. et al., Correlación de reactividad cutánea entre extractos alergénicos de Dermatophagoides pteronyssinus y Dermatophagoides farinae, con Blomia tropicalis en pacientes con rinitis alérgica y asma, Revista Alergia México, v.59, nº 3, p. 107-112. 2012.

SALEH, S. M.; ABDEL HAMIDbdel , M.; Rezk, H. A. Biology of the European house dust mite, Dermatophagoides pteronyssinus (Trouessart). Acarologia, 32: 57-60, jan 1991. Disponível em: <https://www1.montpellier.inra.fr/CBGP/acarologia/article.php?id=2442>. Acesso em: 23 fev.2019.

*******

How to cite: Marchetti, M. M.; Batista, F. C. Ácaro alergênico em frutos de ameixeira importados. Agriporticus. Disponível em: http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=829. Acesso em: 23 fev.2019. (Atualize a data de acesso.)

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br