Brevipalpus lewisi, ácaro quarentenário, interceptado em uva importada da Argentina
21/08/2018

Ver ampliada

Vista dorsal da nomenclatura (quetotaxia) do opistossoma de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae), espécime encontrado em uva de mesa Red Globe (Vitis vinifera) importada da Argentina (Lâmina nº 4), abril 2018.


Ver ampliada

Vista das pernas I e II de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae), com destaque para a presença de um solenídeo no tarso II, em espécime encontrado em uva de mesa Red Globe (Vitis vinifera) importada da Argentina (Lâmina nº 4), abril 2018.


Ver ampliada

Vista dorsal anterior do opistossoma de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) encontrado em uva de mesa Red Globe (Vitis vinifera) importada da Argentina (Lâmina nº 4), abril 2018.


Ver ampliada

Vista dorsal anterior do opistossoma de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) encontrado em uva de mesa Red Globe (Vitis vinifera) importada da Argentina (Lâmina nº 4), abril 2018.


Ver ampliada

Órgão genital da fêmea (espermateca) de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) encontrado em uva de mesa Red Globe (Vitis vinifera) importada da Argentina (Lâmina nº 3), abril 2018.


Ver ampliada

Vista dorsal do propodossoma de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) encontrado em uva de mesa Red Globe (Vitis  sp.) importada da Argentina (Lâmina nº 4), abril 2018.


Ver ampliada

Vista dorsal (A) de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) encontrado em uva Red Globe (Vitis vinifera L.) importada da Argentina, abril 2018. 


Ver ampliada

Vista ventral (B) de Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) encontrado em uva (Vitis vinifera L.) importada da Argentina, abril 2018. 



Espécimes do ácaro Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae), praga quarentenária ausente (PQA), Instrução Normativa nº 14 de 01/07/2008, foram detectados em uvas de mesa, Vitis vinifera cv. Red Globe, importadas da Argentina, na Unidade do Agronômica de São Borja, em abril de 2018.

A espécie B. lewisi (sin. Hystripalpus lewisi Mitrofanov & Strunkova (1979)) foi encontrada pela primeira vez em 1944 por H. C. Lewis sobre limoeiros na Califórnia e descrito por E. A. McGregor em 1949 (Elmer e Jeppson, 1975). Este ácaro é conhecido como citrus flat mite, ácaro de la vinã, ácaro del racimo e ácaro de la roña, brevipalpe de Lewis (francês), Budo-hime-Hadani (japonês).

Esta espécie de ácaro fitófago ocorre na Europa (Bulgária, Espanha, França, Grécia, Hungria, Montenegro, Portugal, Romênia, Sérvia, e Ucrânia), Ásia (República da Geórgia, Índia, Irã, Japão, Hokkaido, Honshu, Líbano, Taiwan, Tajikistão, Turquia), África (Egito), América do Norte (México, EUA [Arizona, Califórnia, Maryland, Carolina do Norte]), América Central e Caribe (Cuba) e Oceânia (Austrália, Nova Gales do Sul, Queenslândia, Sul da Austrália e Victoria) (CABI, 2018).

Seus principais hospedeiros são: Citrus spp. (preferencialmente limões, tangerinas e laranjas), além de árvores florestais e ornamentais (alnus, catalpa, murta-comum e Pittosporum sp.), arbustos de áreas desérticas (Atriplex semibaccata) e flores (rosa, Geranium sp. e aster), nozes e uvas são relatadas como hospedeiras no sul dos EUA (Baker & Tuttle, 1964). Em 2009, foi detectado na China causando dano em Metasequoia glyptostroboides (De-Jun-Hao et al. 2013). Em 1980, foi detectado em videira na Espanha (Giraldia & Calderón, 1985). Também encontrado em Parthenocissus tricuspidata, Diospyros sp. (Ebenaceae) e Pistacia vera (Anacardiaceae).

Brevipalpus lewisi se alimenta do conteúdo celular da planta hospedeira, causando manchas foliares, mudança de cor de amarelada para acastanhada (Fan et al. 2010). Espécies de tenuipalpídeos podem ser vetores de vírus para uma ou mais plantas (Childers & Rodrigues, 2011). Atacam frutos, pecíolos e ramos.

Destacam-se de outras espécies por apresentarem as características taxonômicas: Região dorso central do propodossoma é rugosa, não aerolado como em B. chilensis; entre as setas c1 e d1 apresentam rugas suaves; dorsalmente as dobras são em forma de V; presença da seta f2, um solenídeo no tarso II (CABI, 2018).

Até o momento dessa publicação, não se encontrou registro da ocorrência de Brevipalpus lewisi na Argentina. Considerando-se a presença dessa praga no país vizinho, um alerta fitossanitário é necessário para diminuir o risco de introdução no Brasil. 

Referências:

1. Brevipalpus lewisi. Disponível em: <http://idtools.org/id/mites/flatmites/factsheet.php?name=7890> Acesso em: 20 ago.2018.

2. BAKER, E.W.; TUTTLE, D.M. 1964. The false spider mites of Arizona. Ariz. Agr. Exp. Sta. Techn. Bull., 163, P:1-80.

3. Brevipalpus lewisi (citrus flat mite). Disponível em: <http://www.cabi.org/isc/datasheet/10175> Acesso em 20 ago.2018.

4. CHILDERS, C.C.; RODRIGUES, C.V. 2011. An overview of Brevipalpus mites (Acari: Tenuipalpidae) and the plant viruses they transmit. Zoosymposia, v.6, p: 180-192. Disponível em: http://www.mapress.com/zoosymposia/content/2011/v6/f/v006p180-192.pdf. Acesso em: 21 ago.2018.

5. Defesavegetal.net. Brevipalpus lewisi. Disponível em: http://www.defesavegetal.net/brevipalpus-lewisi. Acesso em: 21 ago.2018.

6. DE-JUN-HAO; BIN-QI FAN; PENG SU; QUN LIU; YAN WANG. 2013. The flat mite Brevipalpus lewisi (Acari: Tenuipalpidae) infesting the Dawn Redwood Metasequoia glyptostroboides. Systematic & Amplied Acarology, v.18, nº2, p: 197-199.

7. FAN, B.Q; HAO, D.J.; YE, J.R.; WANG, Y.; MA, F.L. 2010. Toxicity test and control efficacy of four insecticides against Brevipalpus lewisi McGregor. Forest Pest and Disease, v.6, p:42-44.

8. GIRALDA, A.A.; CALDERÓN, J.N. 1985. El “ácaro de la roña” (Brevipalpus lewisi McGregor), nuevo parásito de la vid em España: prospección, em la comarca de Guareña (Badajoz). Bol. Ser.Plagas,v.11,p:193-203.

*******

How to cite: Marchetti, M. M.; Navia, D.; Ochoa, R.; Alves, J. L. S. Brevipalpus lewisi, ácaro quarentenário, interceptado em uva importada da Argentina. Disponível em: http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=771. Acesso em: 21 ago.2018.

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br