Edema em eucalipto ornamental na Colômbia
16/06/2018

Ver ampliada

Edema, em folhas de mudas de eucalipto ornamental, no município de Choconta. Departamento Cundinamarca, Colômbia, caracterizado por calos, devido ao excesso de umidade, no solo, mas principalmente no ar. Autor da foto: Carlos Alberto Kalil Rincon (15jun2018).


Ver ampliada

Edema, em folhas de mudas de eucalipto ornamental, no município de Choconta. Departamento Cundinamarca, Colômbia, caracterizado por calos, devido ao excesso de umidade, no solo, mas principalmente no ar. Autor da foto: Carlos Alberto Kalil Rincon (15jun2018).


Ver ampliada

Edema, em folhas de mudas de eucalipto ornamental, no município de Choconta. Departamento Cundinamarca, Colômbia, caracterizado por calos, devido ao excesso de umidade, no solo, mas principalmente no ar. Autor da foto: Carlos Alberto Kalil Rincon (15jun2018).


Ver ampliada

Edema, em folhas de mudas de eucalipto ornamental, no município de Choconta. Departamento Cundinamarca, Colômbia, caracterizado por calos, devido ao excesso de umidade, no solo, mas principalmente no ar. Autor da foto: Carlos Alberto Kalil Rincon (15jun2018).


Ver ampliada

Edema, em folhas de mudas de eucalipto ornamental, no município de Choconta. Departamento Cundinamarca, Colômbia, caracterizado por calos, devido ao excesso de umidade, no solo, mas principalmente no ar. Autor da foto: Carlos Alberto Kalil Rincon (15jun2018).



Edema, em folhas de mudas de eucalipto ornamental, no município de Choconta. Departamento Cundinamarca, Colômbia, de propriedade de Carlos Alberto Kalil Rincon (15jun2018).

Edema é uma doença que afeta o eucalipto e outras plantas (cactos, camélias, fuchsia, orquídeas, pelargônio...), caracterizado inicialmente por calos, supercrescimento das células da epiderme, cristalinos, geralmente no lado abaxial (baixo) da folha. Pode haver morte das células e amarelecimento aparente no lado adaxial (cima), e também formação de tecido. A causa é abiótica, excesso de umidade relativa do ar e encharcamento dos tecidos, portanto, não se dissemina de planta para planta. As raízes absorvem mais água do que as folhas podem transpirar, visto que a umidade do ar, quando atinge 100%, interrompe a vaporização da água (fenômeno físico). No entanto, a incidência do ácaro vermelho (duas manchas, Tetranychus urticae Koch) pode também estimular o desenvolvimento de edemas.

Sugestões de manejo:

1) Melhorar a drenagem e irrigar menos;

2) Aqueça e ventile a casa de vegetação para reduzir a umidade;

3) Aumente o espaçamento entre plantas para melhorar a circulação do ar;

4) Irrigue de manhã para evitar o solo muito úmido durante a noite;

5) Evite irrigar as folhas, pois folhas úmidas perdem menos água;

6) Com o tempo nublado e frio, mantenha a irrigação que provenha um nível uniforme de umidade (evitar muita água e seca);

7) Controle ácaros.

Mejorar el drenaje e irrigar menos;

Sugerencias para el manejo de edema

1) Caliente y ventile la casa de vegetación para reducir la humedad;

2) Aumente el espaciamiento entre plantas para mejorar la circulación del aire;

3) Irrigue por la mañana para evitar el suelo muy húmedo durante la noche;

4) Evite irrigar las hojas, ya que las hojas húmedas pierden menos agua;Con el tiempo nublado y frío, mantenga la irrigación que provenga de un nivel uniforme de humedad (evitar mucha agua y seca);

5) Control de los ácaros.

*******

Eng. Agr. Valmir Duarte, Professor Titular de Fitopatologia (aposentado da UFRGS), PhD Plant Health (LSU, EUA), valmir@agronomicabr.com.br

*******

How to cite: Duarte, V. Edema em eucalipto ornamental na Colômbia. Agriporticus. Disponível em: http://www.agronomicabr.com.br/agriporticus/detalhe.aspx?id=746. Acesso em: 16 jun.2018.

Nova busca

Sobreo projeto

O AgriPorticus é um projeto do Agronômica, laboratório de diagnóstico fitossanitário, de iniciativa privada, credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Visite o site para maiores informações: www.agronomicabr.com.br